fbpx
Quarentena e Coronavírus vs. seu dinheiro: como administrar?

Quarentena e Coronavírus vs. seu dinheiro: como administrar?

A pandemia em curso de Covid-19, uma doença respiratória aguda causada pelo novo Coronavírus, tem assustado muita gente. De fato, o momento requer atenção e cuidados especiais, até mesmo com o seu dinheiro.

Quarentena e suas consequências

Como medida de prevenção, foi recomendado o isolamento físico: muitas pessoas estão em casa, de quarentena, buscando frear o contágio.

No entanto, por consequência, o movimento comercial e produtivo da sociedade diminuiu bastante (afinal, a maioria absoluta da população parou de trabalhar e consumir normalmente).

Com essa situação presente, é possível que a renda das pessoas, seja um salário ou o faturamento de uma empresa, diminua consideravelmente. Desse modo, alguns trabalhadores correm o risco de terem seus pagamentos postergados, uma vez que a empresa também está com os recursos comprometidos.

Diante dessa situação, escrevemos este artigo para fornecer algumas sugestões a todos aqueles que podem estar passando (ou ainda irão passar) por momentos financeiramente complicados.

O ponto principal (mas nem para todos)

Como ponto principal, o mais recomendado que você, de modo geral, diminuísse os gastos e utilizasse sua reserva de emergência caso fosse necessário. Ela é fundamental em momentos como esse. Falamos com mais detalhes sobre a reserva de emergência e sua importância neste artigo.

No entanto, sabemos que muitas pessoas não tem reserva de emergência para socorrê-las. Ainda assim, é possível se adequar para não ficar no sufoco neste momento.

Ajuste seu orçamento (temporariamente):

O planejamento financeiro básico que a Unit Educação costuma recomendar é baseado na regra 50-30-20:

  • 50% para gastos essenciais
  • 30% para gastos livres (aqueles que te dão prazer e te divertem)
  • 20% para prioridades financeiras (pagamento de dívidas e construção de patrimônio e da reserva de emergência)

Em situações normais, ele funciona com maestria e é capaz de organizar praticamente qualquer orçamento. Ensinamos mais sobre esse método neste artigo.

No entanto, o cenário atual é atípico e merece um pouco mais de atenção e cautela. Recomendamos, agora, duas medidas cabíveis para o seu dinheiro:

Reduza os gastos livres para quase zero; os essenciais também devem ser revistos

Em um momento em que a renda pode ser comprometida, pois muitas empresas não estão recebendo e podem ficar sem recursos para pagarem seus funcionários, a precaução é essencial e estratégica.

Aquela parcela do dinheiro que seria destinada aos gastos livres deve ser drasticamente reduzida, ao menos durante esse período. Não se sabe por quanto tempo ficaremos nessa situação, então é melhor estar preparado.

Caso você já tenha gasto grande parte do seu dinheiro, seja com gastos essenciais, seja com gastos livres, a parte restante deve ser administrada com muita cautela. Procure reavaliar seus gastos essenciais e analisar se é necessário que eles sejam pagos neste momento.

Muitos locadores estão fornecendo carência no pagamento do aluguel e diversas empresas estão alongando o prazo para recebimento das dívidas. Converse com as pessoas e instituições as quais você possui os gastos essenciais atrelados, pois pode ser que, em meio a esse quadro, elas aceitem um prazo maior para receber seu pagamento.

Foque em manter dinheiro em caixa (reserva de emergência)

É fundamental que você possua dinheiro em caixa (quando se diz caixa, refere-se a um dinheiro que está pronto para ser utilizado quando preciso) para que não seja necessário passar sufoco.

Se a sua renda de fato for reduzida nesse momento, foque somente naquilo que é despesa primordial (seguindo a sugestão anterior).

Todo o dinheiro que você conseguir poupar nesse momento deve ser direcionado à sua reserva de emergência, que, na prática (levando em conta o contexto atual) seria a mesma coisa que o seu caixa. Ou seja, o que você conseguir poupar do grupo dos gastos essenciais e dos gastos livres deve ser acumulado e guardado.

Esperamos que não seja necessário usar essa quantia, mas não podemos contar com isso. Dessa forma, é melhor se previnir.

Gostou desse conteúdo? Envie para mais pessoas para que seja possível ajudá-las também. Nos acompanhe nas redes sociais: instagram.com/somosunit

Conheça nossa plataforma em https://somosunit.com.br

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×