fbpx
Investir na poupança vale a pena?

Investir na poupança vale a pena?

Com os juros nos patamares mais baixos da história do Brasil, será que ainda vale a pena investir na poupança?

O fato é que não. Quando se pensa em investimento, bons rendimentos e construção de riqueza, existem diversas opções (muito) melhores que a poupança.

Na verdade mesmo, o rendimento da poupança está fazendo você perder dinheiro.

Mas fique tranquilo. Neste artigo iremos te explicar tudo e te apresentaremos várias alternativas à poupança, para que você possa investir bem o seu dinheiro. Falaremos sobre:

  1. O rendimento da poupança
  2. O dinheiro vai para os bancos
  3. Por que sair da poupança?
  4. Alternativas a investir na poupança
  5. Existe algum caso em que vale a pena deixar dinheiro na poupança?

O rendimento da poupança

Com a taxa Selic no menor patamar da história, 4,25% ao ano (início de 2020), os juros da poupança adquirem um rendimento real que chega a ser negativo. Vamos explicar:

  • A poupança rende 70% da taxa Selic
  • A taxa Selic está hoje em 4,25% ao ano
  • Logo, o rendimento da poupança está em 70% de 4,25%, que é igual a 2,975% ao ano.

Isso significa que se você investir R$ 10.000 na poupança, você terá R$ 10.297,50 daqui a um ano (supondo que as taxas se mantenham).

Mesmo que isso seja pouco, não chega a ser perder dinheiro como foi afirmado acima. De fato, em termos nominais, o rendimento é positivo. Mas quando se leva em conta o efeito da inflação, você percebe que “perdeu” dinheiro.

Segundo o IBGE, a inflação fechou o ano em 4,31%. Isso significa que, na média, os produtos e serviços disponíveis no mercado ficaram 4,31% mais caros. Mas o seu dinheiro aumentou apenas 2,975%. Portanto, você perdeu poder de compra.

O dinheiro vai para os bancos

O montante depositado na poupança fica sob custódia dos bancos. E se você acha que o seu dinheiro fica parado na sua conta o tempo todo, você está muito enganado.

Os bancos utilizam o seu dinheiro para realizar empréstimos e financiamentos aos clientes, cobrando juros deles e, assim, lucram em cima do seu patrimônio. Enquanto eles te retornam 2,975% ao ano, os rendimentos obtidos com os empréstimos e afins podem ultrapassar os 200% ao ano.

Por que sair da poupança?

Além da possibilidade de você ficar com a maior parte dos rendimentos (e não o banco), retirando o seu dinheiro da poupança você também obtém outras vantagens:

  • Maiores rendimentos: com os rendimentos da poupança, construir um patrimônio relevante vai ser muito difícil. No entanto, se você diversificar seu dinheiro entre diferentes investimentos, é possível alcançar rendimentos bem maiores que os da poupança assumindo um risco moderado/baixo, o que vai facilitar e acelerar o acúmulo de patrimônio ao longo do tempo.
  • Atingir a independência financeira: independência financeira nada mais é do que conseguir viver apenas dos rendimentos provenientes dos seus investimentos. Com os juros atuais da poupança isso não será possível, pois, como mencionado, o rendimento real (descontado da inflação) acaba sendo negativo.
  • Ficar com a maior parte dos rendimentos: quando você deixa seu dinheiro na poupança com os bancos, eles lucram em cima dele e te dão uma ínfima parte do rendimento total obtido. Com outras alternativas de investimentos, como ações, fundos imobiliários, títulos de renda fixa, isso não acontece, de modo que os rendimentos ficam com você.

Alternativas a investir na poupança:

Muitas pessoas alegam que não tiram o dinheiro da poupança pois “são conservadoras e buscam segurança”. No entanto, existem outras modalidades de investimento que podem satisfazer esse perfil e ainda garantirem maior rentabilidade.

  • Títulos de renda fixa privada
  • Títulos públicos (pelo site do Tesouro Direto)
  • Ações de boas empresas listadas na bolsa de valores
  • Fundos imobiliários

Essas são as alternativas mais populares para quem deseja sair da poupança e ganhar mais dinheiro. Existem muitas outras também, então cabe a você estudar e montar uma carteira diversificada com vários desses ativos, buscando mitigar os riscos.

Mesmo sem investir na poupança, com paciência e uma boa carteira de investimentos, é possível construir um grande patrimônio

Existe algum caso em que a poupança vale a pena?

A resposta para essa pergunta pode depender do ponto de vista e da situação financeira de cada pessoa. Mas vamos lá.

O dinheiro que está na poupança consegue ser resgatado no mesmo dia. Isso é bom caso aconteça algum imprevisto ou emergência. Por esse motivo, muitas pessoas utilizam a poupança como uma reserva de emergência de curto prazo.

Outra situação em que é plausível deixar dinheiro na poupança é quando você tem uma despesa provável em um futuro próximo. Nesse caso, não é recomendado se arriscar na renda variável.

E a necessidade de uma burocracia um pouco maior para depositar e sacar o dinheiro do Tesouro Selic também pode fazer com que não seja uma opção tão adequada.

Claro que devem existir outras situações em que deixar o dinheiro na poupança seria a melhor opção (menos pior digamos). Cabe a você avaliar a sua condição e determinar, baseado nos seus estudos, o que melhor se encaixa.

Gostou do conteúdo? Acompanhe nosso blog e nos siga nas redes sociais (instagram.com/somosunit). Conheça nossa plataforma em https://www.somosunit.com.br.

Deixe uma resposta

Fechar Menu
× Whats App