Como evitar problemas financeiros?

Como evitar problemas financeiros?

Receber uma conta ou fatura de valor maior do que o esperado nunca é uma surpresa boa. É muito desagradável ter que desembolsar mais do que havíamos imaginado ser necessário.

Por isso, neste artigo iremos destacar algumas dicas e soluções para evitar esses problemas financeiros.

O cenário no Brasil

No Brasil, segundo o Banco Central, existem mais de 62 milhões de pessoas negativadas. E entre essas pessoas, cerca de 3 em cada 4 afirmam possuir o cartão de crédito como dívida principal. Números muito expressivos.

É fato que a baixa renda e a instabilidade de emprego do brasileiro (impulsionadas pela recessão econômica recente), levam a um maior nível de endividamento.

Mas a ausência da educação financeira também é um fator de muita influência nessa situação. A falta de planejamento das finanças e os gastos em excesso podem gerar problemas (muito) desagradáveis e a necessidade de se endividar para pagá-los. (Se quiser saber como acabar com as dívidas de forma simples e rápida, clique aqui)

Por isso, buscar planejar, controlar e organizar os gastos é essencial para sua saúde financeira.

Conhecer e planejar os gastos: o antídoto contra problemas financeiros

Saber quais são os seus gastos fixos mensais, ou seja, aqueles que você obrigatoriamente tem que pagar todo mês, é um ótimo passo inicial.

Isso vai lhe ajudar a saber quanto do seu orçamento sobra ao final do mês, esclarecendo quais são os limites dos seus gastos extras.

Em conjunto com isso, é interessante mapear as prováveis despesas que você pode ter em um futuro próximo e começar a juntar o dinheiro necessário desde agora, para não ser pego de surpresa quando elas chegarem.

Colchão de emergência: por que é tão importante?

Outro ponto altamente recomendado para evitar problemas financeiros é construir um colchão de emergência, que é basicamente uma reserva financeira que poderá ser usada caso ocorra algum imprevisto ou emergência.

Assim, sempre que surgir uma despesa inesperada, você não precisará se endividar para pagá-la, pois poderá usar sua reserva para isso. Mas lembre-se: o colchão de emergência é para ser utilizado somente em emergências.

Cuidado para não enxergá-lo como um dinheiro que está ai para ser gasto sempre que quiser. Como o próprio nome já diz, o colchão de emergência não tem essa última finalidade.

Cartão de crédito e organização: sem problemas no final do mês

Usar o cartão de crédito diariamente para pagar a maioria das suas despesas também é um hábito que pode estar te prejudicando.

Ao colocar tudo no cartão, não vemos o dinheiro indo embora de fato, como seria o caso de usarmos cédulas e moedas, por exemplo. Assim, acaba sendo fácil perder a noção dos gastos dessa maneira.

O sugerido é:

  • anotar todas as suas despesas, até mesmo as menores, para poder controlá-las.
  • dar preferência ao cartão de débito, pois dessa forma você não vai conseguir gastar mais do que o saldo disponível em sua conta, evitando endividamento no crédito rotativo, que possui taxas de juros muito altas.
  • usar dinheiro em espécie no dia a dia, pois é possível ver toda a quantia que está indo embora. Psicologicamente, ver o dinheiro em espécie indo embora é mais impactante para o cérebro, aumentando as chances de você não gastar.

Colocando em prática, com consistência, essas dicas no seu dia a dia, a probabilidade de se deparar com problemas indesejados vai diminuir bastante e, mesmo se acontecer, você ainda terá uma proteção.

Ainda assim, caso não seja suficiente, a UNIT pode te dar uma mãozinha. É só acessar o nosso site em https://www.somosunit.com.br e fazer sua solicitação de empréstimo com taxas e parcelas de 4x a 8x menores do que o mercado.

Deixe uma resposta

Fechar Menu